Motorista de Cristiano Araújo é condenado por homicídio culposo

O motorista Ronaldo Miranda foi condenado a cumprir dois anos, sete meses e 15 dias de detenção, em regime aberto, pelas mortes do cantor Cristiano Araújo e sua namorada, Allana Moraes, durante um acidente de carro, em 2015. Tal decisão cabe recurso.
A juíza Patrícia Machado Carrijo condenou Ronaldo a prestar serviços à comunidade, a prestação pecuniária de dez salários mínimos a uma entidade social (ainda a ser definida) e pagar R$ 25 mil, a título de reparação dos danos causados, aos sucessores de Cristiano e Allana. A Carteira Nacional de Habilitação de Ronaldo também foi suspensa, por dois anos. Cristiano estava voltando, com a namorada, de um show em Goiás, quando o casal acabou morrendo, durante um acidente de carro. 

As informações são do Jornal Tribuna Livre.

Notícias Relacionadas